Acesse "conteúdos" na lateral direita do Blog!

sábado, 13 de setembro de 2008

Máquinas velhas viram arte na web

Estados Unidos - Para Mayer, as máquinas são criadas tendo a natureza como modelo

Estados Unidos - Esta é uma das poucas obras com elementos da máquina mais visíveis


Estados Unidos - As figuras humanas são em escala natural



Alguns animais, como este gato, também são tema para as esculturas

Estados Unidos - As peças são apenas encaixadas, sem o uso de cola ou solda

Nesta obra, as peças de máquina de escrever estão cobertas por resina


Arte e tecnologia se combinam nas obras de Jeremy Mayer: esculturas construídos a partir de velhas máquinas.

O fascínio pela tecnologia nem sempre se limita às novidades high-tech. O artista Jeremy Mayer, por exemplo, é um entusiasta de velhas máquinas de escrever. Mas em vez de tratá-las com o cuidado de um colecionador, Mayer desmonta-as peça por peça e recombina as partes para construir humanóides e animais que evocam a relação homem-máquina.

O artista americano começou a trabalhar com máquinas de escrever em 1994, mas afirma que o interesse surgiu na infância. "Quando tinha uns 10 anos eu morria de vontade de desmontar a Underwood de 1920 da minha mãe", diz.

Geralmente ele compra as máquinas em lojas de artigos usados. Depois de "dissecá-las", como diz, ele monta as figuras humanas em escala natural - sem nenhum tipo de solda ou cola. Algumas chegam a usar 40 máquinas e levam até mil horas para ficarem prontas.

Com um grande interesse por novidades tecnológicas, Mayer não consegue separar a tecnologia da natureza, o que se reflete diretamente em suas obras. "Tudo o que criamos é influenciado por nossa experiência direta e nossa imersão no mundo natural", disse o artista em entrevista exclusiva ao Terra. "Então, obviamente, a tecnologia que criamos terá as curvas e linhas e processos que existem na natureza."

O objetivo das esculturas é extrair elementos do objeto e juntá-los novamente "para mostrar que o fizemos usando nós mesmos como modelos", disse Mayer.

A presença da tecnologia no trabalho do artista, porém, não se limita a isso. Ele reconhece que a Internet é fundamental para sua produção e para divulgar seu trabalho.

Para ele, a web também é uma forma de conhecer e entrar em contato com seu público.
Seu trabalho pode ser conferido no site www.jeremymayer.com.

Fonte:
http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI3180501-EI4802,00-Velhas+maquinas+viram+arte+na+web.html

(Erinaldo Alves)

1 Comentário:

marcos disse...

Esta é a obra mais criativa entre as outras, e também muito inovadora e é impressionante como o artista consegue assemelhar a obra com o rosto de uma pessoa real.
Marcos Vinícius n°29, 1°B.

Quem segue Ensinando Artes Visuais

Participe deixando o seu recado

Total de Visitas

Países visitantes

Visitantes agora

Visualizações na última semana

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO