Acesse "conteúdos" na lateral direita do Blog!

terça-feira, 9 de agosto de 2011

A redação da menina: sonho de menina

Pessoal,

enviaram este texto, no fórum da FAEB, elaborado por um educador da UFMG. Divulgo-o porque pode gerar uma reflexão muito interessante.



Sonho de menina
Estamos no fim do ano e a professora
pediu pra fazer uma redação. O tema era “meu sonho”. Escrevi que queria ser
professora. Aí pensei na minha escola e nos meus
professores naquele ano.

Meus professores querem que eu aprenda
usando logaritmo e equação de segundo grau. Mas não sabemos nem como receber
troco na padaria, nem o porquê de existir pobres e ricos!

Na televisão tem propaganda de que
toda escola tem internet, segurança, que todas as crianças estão na escola. Mas
minha escola não tem quadra nem uma biblioteca decente. Minha sala fica
inundada quando chove!

Perto de minha casa tem gente que nunca
foi à escola e ganha mais grana que minha professora que
estudou a vida toda. Meus professores estão cheios de empréstimos
e trabalham 3 turnos pra dar conta de pagar!

As famílias de meus
amigos brigam com os professores. Outro dia uma mãe de aluno
brigou com a professora porque o filho dela tirou nota baixa. Na minha
sala meus colegas querem só zoar!

Um menino arranhou os carros dos
professores com prego. Foi para o conselho tutelar e tiveram que chamar a
polícia. No outro dia aconteceu tudo de novo!

Nossos livros didáticos estão
cheios de erros.
Não tem livro pra todo mundo e a gente tem que dividir. A merenda até que é
boa, mas muitos alunos só vêm à escola para comer ou pra não perder a
bolsa-família!

O governo aumentou os dias de aula
no ano, mas vários professores estão de licença médica. Então todo dia
tem professor dando aula de outra matéria que eles nem sabem. Estou com medo de
ser prejudicada!

Na minha sala os meninos não fazem as
atividades nem o para casa, mas no fim do ano a prefeitura faz reunião porque quer
todo mundo aprovado. Fico com raiva, pois estudo bastante pra aprender e passar
de ano!

Na semana passada fiquei sem aulas por
causa de um
toque de recolher
no meu bairro. Segunda-feira teve tiroteio e tivemos que deitar no chão. Cada
dia uma coisa. Outro dia não tinha água na escola e fomos embora mais cedo!

Uma menina da minha sala mandou a
professora pra aquele lugar. A professora começou a chorar na frente de todos
e agora está com depressão. A menina foi parar na direção, mas eu sei que ela
vai fazer isso de novo!

Meu professor de ciências
dava aulas de inglês e matemática e falou que não
tinha formação pra isso.
Mas a prefeitura obrigava e ele saiu da
escola. Temos educação física nos horários vagos. A gente vai pra rua da frente da escola. Lá
passa pouco carro, mas é asfalto!

Nas eleições do ano passado o candidato
disse que a educação era a saída para melhorar a vida das pessoas. Vendo nossa
escola e o sofrimento das pessoas que trabalham lá eu acho que o candidato
estava brincando com a gente!

Estou muito preocupada, pois meu professor disse
pra eu desistir do meu sonho. Pra eu tentar uma outra profissão. Mas aí eu
penso: como vai ser se no futuro ninguém quiser ser professor?


Flávio Martins

(Erinaldo Alves)

Seja o primeiro a comentar

Quem segue Ensinando Artes Visuais

Participe deixando o seu recado

Total de Visitas

Países visitantes

Visitantes agora

Visualizações na última semana

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO