Pular para o conteúdo principal

CONFAEB 2010 - indivíduos coletivos comunidades redes

Uma colcha de experiências no campo da arte-educação são alinhavadas para além daquilo que é palpável. Afetos, memórias, angústias e descobertas viram retalhos coloridos e variados para compor o plano de fundo da identidade do cartaz dos 20 anos da CONFAEB. O chão goiano se estende em tons diversos onde fronteiras são atravessadas, de forma colaborativa, pelas individualidades e coletividades.

Costuras entre uma pesquisa e outra, debates cruzados e potentes se abrem em um desfile de cotidianidades reveladas pela ilustração.

No rastro dessa folia, o congresso torna-se ao mesmo tempo realidade e fabulação. Cada um/a percebe o que é seu, dentro daquilo que é comum para que multiplicidades de experiências se encontrem nas diferentes formas de perceber, significar e agir.

Autores:

Wolney Fernandes de Oliveira é mestre em Cultura Visual pela Faculdade de Artes Visuais da UFG. Atua como designer gráfico e ilustrador em processos de educação estética em ambientes formais e não formais de ensino. Se interessa por visualidades populares e vive prestando atenção em texturas variadas do cotidiano.

http://instantespossiveis.blogspot.com/
http://sentidossimultaneos.blogspot.com/

Aurisberg Leite Matutino é graduado em Artes Visuais, com Habilitação em Design Gráfico. Pós-graduado - MBA em Gestão de Marketing e Comunicação. É mestrando em Cultura visual. Atua na área de artes e tecnologia, cultura popular, processos de impressão e programação visual de materiais gráficos, atuando principalmente nos seguintes segmentos: juventude, campanhas de mobilização social.

Fonte: http://portais.ufg.br/projetos/confaeb20anos/index.php?option=com_content&view=article&id=89&Itemid=83


O VII Seminário do Ensino de Arte do Estado de Goiás: desafios e possibilidades contemporâneas e o CONFAEB 20 anos, aconteceu de 24 a 27 de novembro na universidade federal de Goiás - UFG - FAV - faculdade de Artes Visuais, contando com a presença de vários professores de artes de diversas localidades de dentro e fora do país, foi uma ótima oportunidade para discutirmos o ensino de Arte e suas possibilidades contemporâneas.

A palestra do dia 24/11 contou com a participação da artista Regina Vater sobre a exposição ''Comigo ninguém pode'' (exposta no evento) e do prof. Dr. Victor Sala ( Diretor da Faculdade de Artes de Moçambique do Instituto Superior de Artes e Cultura) falando sobre o ensino de artes visuais em Moçambique "Reflexões, sonhos e realidades":

Victor Sala e Regina Vater

Dentre outras palestras a Profa. Dr. Ana Mae Barbosa falou sobre o novo livro organizado por ela e a profa. Dr. Fernanda Cunha sobre experiências com a abordagem triangular no ensino de artes com o tema: "O que dizem 20 anos depois'' e exposição de vídeos do educativo da "29° Bienal de Artes de São Paulo".

Profa. Dr. Ana Mae Barbosa

O programa de pós-graduação em Artes Visuais - PPGAV da Universidade Federal da Paraíba - UFPB e Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, participou do evento com cerca de 12 apresentações de trabalhos (artigos e e-pôsters) durante todos os dias do evento em diversas mesas, com trabahos abordando a mediação cultural, as novas tecnologias no ensino de artes visuais, experiências no ensino de artes visuais e pesquisas sobre formação de professores, políticas e fundamentos.

Mestrandas do PPGAV -UFPB/UFPE

Você poderá encontrar mais informações sobre tudo que aconteceu no evento no site do CONFAEB 2010, no qual, estas e outras fotos estão disponíveis através do link -> http://portais.ufg.br/projetos/confaeb20anos/index.php?option=com_morfeoshow&task=view&gallery=1&Itemid=96



Por Idália Lins

Comentários

Anônimo disse…
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse…
removing cellulite cellulite cream tips [URL=www.ezinearticles.com/?The-Best-Cellulite-Cream&id=498154"]best cellulite cream[/URL] the best cellulite creams methods to remove cellulite fast

Postagens mais visitadas deste blog

RCNEI - Resumo Artes Visuais

Introdução:

As Artes Visuais expressam, comunicam e atribuem sentidos a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por vários meios, dentre eles; linhas formas, pontos, etc.
As Artes Visuais estão presentes no dia-a-dia da criança, de formas bem simples como: rabiscar e desenhar no chão, na areia, em muros, sendo feitos com os materiais mais diversos, que podem ser encontrados por acaso.
Artes Visuais são linguagens, por isso é uma forma muito importante de expressão e comunicação humanas, isto justifica sua presença na educação infantil.

Presença das Artes Visuais na Educação Infantil:
Idéias e práticas correntes.

A presença das Artes Visuais na Educação Infantil, com o tempo, mostra o desencontro entre teoria e a prática. Em muitas propostas as Artes Visuais são vistas como passatempos sem significado, ou como uma prática meramente decorativa, que pode vir a ser utilizada como reforço de aprendizagem em vários conteúdos.
Porém pesquisas desenvolvidas em diferentes campos das ciências …

Arte como Educação e Cidadania - Por Ana Mae Barbosa

"Não é possível conhecer um país sem conhecer e compreender sua arte - essa é a opinião da professora Ana Mae Barbosa, da Escola e Comunicações e Artes da USP. "Um país só pode ser considerado culturalmente desenvolvido se ele tem uma alta produção e também uma alta compreensão dessa produção", declara. "A linguagem visual nos domina no mundo lá fora e não há nenhuma preocupação dentro da escola em preparar o aluno para ler essas imagens. O público quer conhecer; falta educação para a arte".
Na opinião de Ana, os professores do ensino fundamental e médio costumam priorizar a linguagem científica e discursiva, mas é preciso que o aluno tenha também uma alfabetização visual para compreender a linguagem que o rodeia em outdoors, na televisão, no computador. "É importante entender arte, que é a representação do país por seus próprios membros", ela ressalta. "E a configuração visual do país é dada pelas artes plásticas".
Ana afirma que até a décad…

Como fazer uma animação com bonecos!

Não é tão difícil fazer uma animação com bonecos e dá para ensinar aos seus alunos a partir de um passo a passo super simples e fácil que eu encontrei aqui pela internet onde explica para crianças como fazer uma animação com bonecos e curiosidades sobre como são feitos os filmes de animação com massa de modelar:

Conheça o passo a passo da animação com bonecos:

A primeira coisa a fazer é pensar na história e desenvolver um roteiro. Pode ser algo do tipo: "Um homem vai à padaria comprar pão, mas esquece o pão lá".

É feito o storyboard: quadrinhos com desenhos de cada cena, mostrando como será a ação do boneco e o enquadramento da câmera.

O modelista começa a construir os bonecos e cenários.

Com cenários e bonecos prontos, é hora de pensar na iluminação, como em uma filmagem convencional.

Começa a animação. São feitas 24 fotos para cada segundo de filme, que ao serem projetadas na seqüência, criam a sensação de movimento. Dependendo da ação, é possível reduzir esse número para 12 fot…