Pular para o conteúdo principal

2o Colóquio Nacional Visualidade e Educação e o 2o Seminário de Pesquisa em Cultura Visual

Pessoal,
como tinha prometido, eis alguns momentos do 2o Colóquio Nacional Visualidade e Educação, ocorrido entre 15 e 16 de junho de 2009, e do 2o Seminário de Pesquisa em Cultura Visual, realizado entre 17 a 19 de junho de 2009.
A coordenação do Programa de Pós-graduação e do Grupo de Pesquisa Cultura Visual e Educação estão de parabéns, especialmente pela capacidade de mobilizar os estudantes na realização do evento. Os estudantes deram uma importante demonstração de empreendedorismo, de planejamento e organização. Adiante algumas fotos de importantes momentos vivenciados nos dois eventos.
Erinaldo Alves

Dra Patrícia Sthur - da Ohio State University (EUA) fazendo a conferência de abertura do Colóquio no dia 15.06.2009 - Título da conferência: mudança curricular para o século XXI: Cultura Visual na Arte Educação

Mesa composta por Belidson Dias (UNB), Lilian Amaral (USP) e Raimundo Martins (UFG), moderada por Irene Tourinho (UFG). A mesa discutiu o tema: Cultura e Visualidade: Questões em curso. Manhã do dia 15.06.2009

Na tarde do dia 15.06.2009, ocorreu a mesa: Fundamentos e experiências em cultura visual, na qual participei como palestrante. As fotos desta mesa estão disponíveis em postagem anterior. No dia 16.09.2009, pela manhã, a mesa discutiu Educação e distância: possibilidades em cultura visual. Foi composta por Sainy Veloso (UNB/UAB), Leda Guimarães (UFG/UAB), Lilian Ucker (UFG/UAB), Rosana de Castro e Thérèse Hofman (UNB/UAB).



Na tarde do dia 16.06.2009, tive a honra de moderar a mesa Cibercultura, Ciberespaço e Cultura Visual, que foi enriquecida com as palestras de Alice Martins (UFG) e Edgar Franco (UFG). A profa Suzete Venturelli, convidada para integrar a mesa, lamentavelmente, não pôde comparecer por motivos de força maior.

Cerimônia de Abertura do II Seminário Nacional de Pesquisa em Cultura Visual, no dia 17.06.2009.

Palestra de abertura do seminário pela profa. Maria Amélia Bulhões (UFRGS), coordenada pela profa. Maria Elizia Borges (UFG)

Prof. Raimundo Martins autografando no lançamento do livro Educação da Cultura Visual: Narrativas de ensino e pesquisa. O livro está muito bom. É imperdível sua leitura!!!


Momento em que estou coordenandoduas mesas diferentes no 2o Seminário.

Comentários

Edgar Franco disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Edgar Franco disse…
Olá amigo Erinaldo,

Foi um enorme prazer tê-lo como moderador da mesa em que participei no colóquio. Obrigado por prestigiar nossa universidade com sua presença!
Parabéns pelo BLOG!
Grande abraço e mantenha contato!

Edgar Franco

Postagens mais visitadas deste blog

RCNEI - Resumo Artes Visuais

Introdução:

As Artes Visuais expressam, comunicam e atribuem sentidos a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por vários meios, dentre eles; linhas formas, pontos, etc.
As Artes Visuais estão presentes no dia-a-dia da criança, de formas bem simples como: rabiscar e desenhar no chão, na areia, em muros, sendo feitos com os materiais mais diversos, que podem ser encontrados por acaso.
Artes Visuais são linguagens, por isso é uma forma muito importante de expressão e comunicação humanas, isto justifica sua presença na educação infantil.

Presença das Artes Visuais na Educação Infantil:
Idéias e práticas correntes.

A presença das Artes Visuais na Educação Infantil, com o tempo, mostra o desencontro entre teoria e a prática. Em muitas propostas as Artes Visuais são vistas como passatempos sem significado, ou como uma prática meramente decorativa, que pode vir a ser utilizada como reforço de aprendizagem em vários conteúdos.
Porém pesquisas desenvolvidas em diferentes campos das ciências …

Arte como Educação e Cidadania - Por Ana Mae Barbosa

"Não é possível conhecer um país sem conhecer e compreender sua arte - essa é a opinião da professora Ana Mae Barbosa, da Escola e Comunicações e Artes da USP. "Um país só pode ser considerado culturalmente desenvolvido se ele tem uma alta produção e também uma alta compreensão dessa produção", declara. "A linguagem visual nos domina no mundo lá fora e não há nenhuma preocupação dentro da escola em preparar o aluno para ler essas imagens. O público quer conhecer; falta educação para a arte".
Na opinião de Ana, os professores do ensino fundamental e médio costumam priorizar a linguagem científica e discursiva, mas é preciso que o aluno tenha também uma alfabetização visual para compreender a linguagem que o rodeia em outdoors, na televisão, no computador. "É importante entender arte, que é a representação do país por seus próprios membros", ela ressalta. "E a configuração visual do país é dada pelas artes plásticas".
Ana afirma que até a décad…

Como fazer uma animação com bonecos!

Não é tão difícil fazer uma animação com bonecos e dá para ensinar aos seus alunos a partir de um passo a passo super simples e fácil que eu encontrei aqui pela internet onde explica para crianças como fazer uma animação com bonecos e curiosidades sobre como são feitos os filmes de animação com massa de modelar:

Conheça o passo a passo da animação com bonecos:

A primeira coisa a fazer é pensar na história e desenvolver um roteiro. Pode ser algo do tipo: "Um homem vai à padaria comprar pão, mas esquece o pão lá".

É feito o storyboard: quadrinhos com desenhos de cada cena, mostrando como será a ação do boneco e o enquadramento da câmera.

O modelista começa a construir os bonecos e cenários.

Com cenários e bonecos prontos, é hora de pensar na iluminação, como em uma filmagem convencional.

Começa a animação. São feitas 24 fotos para cada segundo de filme, que ao serem projetadas na seqüência, criam a sensação de movimento. Dependendo da ação, é possível reduzir esse número para 12 fot…