Pular para o conteúdo principal

Por que a Disney precisa dos pré-adolescentes?

O show de Hannah Montana: na TV, no cinema, em DVD e discos

O fenômeno de programas como Hannah Montana, dedicados aos chamados tweens, faz renascer a empresa do Mickey
O seriado Hannah Montana, sucesso do Disney Channel, na TV por assinatura, agora passa também na TV Globo. É reflexo da imensa popularidade da personagem Miley Stewart – menina normal na escola durante o dia e uma cantora popular à noite, a Hannah Montana que dá título ao programa. Estrelada por Miley Cyrus, de apenas 15 anos, é tratada como a produção que resgatou a Disney da irrelevância para a qual caminhava. Ela e a turma do High School Musical são motores do renascimento da fábrica de sonhos – ícone até os anos 1980, derrotada pela criatividade de Steven Spielberg e pelas travessuras eletrônicas da Pixar de Steve Jobs (agora parte do grupo do Mickey Mouse).

Qual é a origem da freada da Disney?



A fórmula perfeita da companhia criada por Walt Disney, aperfeiçoada ao longo de gerações de bichinhos antropomórficos, com sentimentos e modos humanos, era simples: afeiçoá-los às crianças e depois franqueá-los em milhares de produtos. Os executivos da Disney, porém, sempre tiveram medo de envelhecer os personagens, diz Karl Taro Greenfeld, da revista Portfolio. Perderam o bonde. Resultado: “Uma lacuna demográfica e dinheiro perdido”. A empresa que atraíra os menores de até 8 anos com o Mickey perdia o carinho dos mais velhos.


Como se deu a virada?


O crédito é da executiva Anne Sweeney, presidenta da Disney-ABC Television Group desde 2004. Por meio de pesquisas – e de intuição – ela percebeu que havia um vasto mercado de pessoas “velhas demais para o canal Nickelodeon e jovens demais para a MTV”. Bingo. “O Disney Channel é provavelmente a maior incubadora de estrelas adolescentes desde que a NBA parou de selecionar americanos saídos dos colégios”, anota a Portfolio.


Quem são esses jovens entre a Nickelodeon e a MTV, os fãs de High School Musical e Hannah Montana?



São os tweens. É expressão em inglês resultado da fusão de teen (adolescente) com between (entre). São crianças de 7 a 12 anos.
Eles têm real poder econômico? Sim. Os pré-adolescentes gastam, anualmente, US$ 51 bilhões – outros US$ 170 bilhões são produzidos ao redor deles, com música, televisão e cinema. O consumo de produtos franqueados da Disney cresceu 29% em 2007 em relação ao ano anterior – a maior parte deles ligada ao seriado High School Musical e a Hannah Montana. O faturamento da empresa chegou a US$ 10, 4 bilhões, ante US$ 9, 6 bilhões do período anterior, informa a BBC. “Os tweens são os novos adolescentes”, crava reportagem da agência AP para definir o ingresso dessa turma no mercado consumidor.


Como fazê-los comprar CDs e DVDs em um mundo plugado na internet, de música e filmes baixados gratuitamente da rede?



Há aqui uma jogada comercial de gênio. Os tweens talvez sejam o derradeiro reduto jovem a comprar produtos físicos – possivelmente porque ainda não dominam a internet 100% e também porque os pais os afastam dela, por medo de sites proibidos para menores. Em outras palavras: num tempo em que os consumidores anseiam tudo grátis, a Disney achou um nicho que ainda topa pagar. “Os pais compram dois ou três CDs da Disney para os filhos, sobrinhos e amiguinhos, que gostam de ver o desenho da capa, o folheto interno”, diz Abbey Konowitch, vice-presidente da Disney Hollywood Records. “Nos dormitórios de faculdades, um estudante compra e outros dez copiam.”
Fonte:
http://revistadasemana.abril.com.br/edicoes/36/porque/materia_porque_278821.shtml

Comentários

Maiara disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Maiara disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Maiara disse…
Prazer , sou Maiara tenho apenas 11 anos de idade e adoro Disney , acompanho sempre aos desenhos animados de Disney e também Hanna Montana e High School Musical , não sei tudo sobre eles mais isso é pq não tenho muitas condições financeras para comprar todos os seus lançamentos.
O meu maior sonho e acho que também é o sonho de vários pré-adolescentes, é trabalhar na Walt Disney, acho que esse é também o sonho de toda a população mundial .Acho que os diretores,produtores,gerentes da Disney deveriam dar mais oportunidades tanto aos adolescentes quanto as crianças, porque assim iria desenvolver no talento das pessoas e seria vantagem tanto da disney quanto das pessoas que adoram Disney, isso fará com que aumentam os fãs de Disney Channel e também realizasse os sonhos dos pré-adolescentes.Seria melhor valorizar á quem tem interesse para assim sair um belo trabalho , eu sou uma das pessoas que sempre sonhou com isso .
Muito obrigada pela compreeção !!!
Anônimo disse…
Oi, Maiara, acho o seu sonho de trabalhar na Walt Disney legítimo e compreensível. Nossa intenção é mostrar que a Disney tem uma lógica, não é inocente. É muito importante que pessoas, especialmente, na sua idade possam conhecer como as indústrias atuam para veicular e vender seus produtos.
Valeu pela sua participação e volte sempre.

Abraços,

Erinaldo
Anônimo disse…
oi meu nome é carlos tenho 11 anos e seria uma grande onrra trabalhar na disney eu nunca tive uma chance ce eu tivece mais tauves vocêis me deem uma chance tchal

Postagens mais visitadas deste blog

RCNEI - Resumo Artes Visuais

Introdução:

As Artes Visuais expressam, comunicam e atribuem sentidos a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por vários meios, dentre eles; linhas formas, pontos, etc.
As Artes Visuais estão presentes no dia-a-dia da criança, de formas bem simples como: rabiscar e desenhar no chão, na areia, em muros, sendo feitos com os materiais mais diversos, que podem ser encontrados por acaso.
Artes Visuais são linguagens, por isso é uma forma muito importante de expressão e comunicação humanas, isto justifica sua presença na educação infantil.

Presença das Artes Visuais na Educação Infantil:
Idéias e práticas correntes.

A presença das Artes Visuais na Educação Infantil, com o tempo, mostra o desencontro entre teoria e a prática. Em muitas propostas as Artes Visuais são vistas como passatempos sem significado, ou como uma prática meramente decorativa, que pode vir a ser utilizada como reforço de aprendizagem em vários conteúdos.
Porém pesquisas desenvolvidas em diferentes campos das ciências …

Arte como Educação e Cidadania - Por Ana Mae Barbosa

"Não é possível conhecer um país sem conhecer e compreender sua arte - essa é a opinião da professora Ana Mae Barbosa, da Escola e Comunicações e Artes da USP. "Um país só pode ser considerado culturalmente desenvolvido se ele tem uma alta produção e também uma alta compreensão dessa produção", declara. "A linguagem visual nos domina no mundo lá fora e não há nenhuma preocupação dentro da escola em preparar o aluno para ler essas imagens. O público quer conhecer; falta educação para a arte".
Na opinião de Ana, os professores do ensino fundamental e médio costumam priorizar a linguagem científica e discursiva, mas é preciso que o aluno tenha também uma alfabetização visual para compreender a linguagem que o rodeia em outdoors, na televisão, no computador. "É importante entender arte, que é a representação do país por seus próprios membros", ela ressalta. "E a configuração visual do país é dada pelas artes plásticas".
Ana afirma que até a décad…

Como fazer uma animação com bonecos!

Não é tão difícil fazer uma animação com bonecos e dá para ensinar aos seus alunos a partir de um passo a passo super simples e fácil que eu encontrei aqui pela internet onde explica para crianças como fazer uma animação com bonecos e curiosidades sobre como são feitos os filmes de animação com massa de modelar:

Conheça o passo a passo da animação com bonecos:

A primeira coisa a fazer é pensar na história e desenvolver um roteiro. Pode ser algo do tipo: "Um homem vai à padaria comprar pão, mas esquece o pão lá".

É feito o storyboard: quadrinhos com desenhos de cada cena, mostrando como será a ação do boneco e o enquadramento da câmera.

O modelista começa a construir os bonecos e cenários.

Com cenários e bonecos prontos, é hora de pensar na iluminação, como em uma filmagem convencional.

Começa a animação. São feitas 24 fotos para cada segundo de filme, que ao serem projetadas na seqüência, criam a sensação de movimento. Dependendo da ação, é possível reduzir esse número para 12 fot…