Pular para o conteúdo principal

Contrastes africanos: imagens de uma África rica para seduzir os turistas

Vista de Pretória, capital administrativa da África do Sul

  • Nome: República da África do Sul
  • Capitais: Cidade do Cabo (legislativa), Pretória (administrativa), Bloemfontein (judiciária
  • Idiomas: africâner e inglês e línguas africanas (xhosa, zulu, etc), totalizando 11 idiomas oficiais
  • Moeda – Rand
  • Atrações na Cidade do Cabo: Table Mountain: Cartão postal emblemático. Passeio a pé ou de bondinho leva o turista às alturas para apreciar a mais bela vista da cidade. Robben Island: Prisão onde esteve por 18 anos Nelson Mandela é um emocionante tour pela história da África do Sul. Victoria & Alfred Waterfront: Charme e consumo num dos mais famosos shoppings do mundo.
  • Museus: História Natural, Planetário, Judeu, South African National Gallery, Bo-Kaap, etc.
  • Cabo da Boa Esperança:Reserva natural belíssima, com direito a subida até o mirante de Cape Point para ver a vista incrível e ainda babuínos, antílopes, zebras, avestruzes.
  • Tour pelos arredores: Sea Point, Green Point, Hout Bay, vinícolas, etcBoulders Beach: Para ver bem de perto uma colônia de pingüins
  • Greenmarket Square: Para comprar um souvenir, ver amostras do artesanato local e fazer uma pausa para um café
  • Groot Constantia: Para os apreciadores de vinhos, uma combinação de belas paisagens com um tour de degustação
  • Camp’s Bay:Praia com deliciosos bares, restaurantes e a visão da montanha dos “Doze Apóstolos”

Hotel The Palace, em Sun City

O único seis estrelas do mundo é africano

Por fim, mas não menos importante, em Sun City, está localizado o hotel The Palace, autodenominado o “único seis estrelas do mundo”. No projeto delirante foram investidos aproximadamente US$ 200 milhões. Apenas o extremamente luxuoso, faraônico e colossal tem lugar em suas dependências.Incrustado no meio da selva africana, à apenas 2 horas e meia de Johannesburg, faz parte de um mega complexo turístico e hoteleiro avaliado em US$ 800 milhões. Os arquitetos responsáveis pelo desenho do hotel-palácio basearam-se em uma antiga lenda africana segundo a qual, há muitos séculos, havia um magnífico palácio africano que foi destruído por um terrível terremoto.O complexo inclui um parque temático, cassinos, teatros, campo de golfe, uma reserva natural de animais africanos, praias belíssimas e piscinas com ondas, escorregadores aquáticos, tudo devidamente cercado por um projeto paisagístico à altura, com profusões de árvores, flores e exóticas plantas nativas.Todos os dias, com hora marcada, um terremoto artificial sacode uma parte deste jardim e suas pontes, lembrando a todo o grande terremoto da lenda. No The Palace, o auge do conforto e o extremo da sofisticação fazem parte do roteiro que ainda oferece safáris em balões ou helicópteros, ao gosto do freguês.

Fonte:
http://www.viagensgerais.com.br/destinos_prog.asp?evento=49

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RCNEI - Resumo Artes Visuais

Introdução:

As Artes Visuais expressam, comunicam e atribuem sentidos a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por vários meios, dentre eles; linhas formas, pontos, etc.
As Artes Visuais estão presentes no dia-a-dia da criança, de formas bem simples como: rabiscar e desenhar no chão, na areia, em muros, sendo feitos com os materiais mais diversos, que podem ser encontrados por acaso.
Artes Visuais são linguagens, por isso é uma forma muito importante de expressão e comunicação humanas, isto justifica sua presença na educação infantil.

Presença das Artes Visuais na Educação Infantil:
Idéias e práticas correntes.

A presença das Artes Visuais na Educação Infantil, com o tempo, mostra o desencontro entre teoria e a prática. Em muitas propostas as Artes Visuais são vistas como passatempos sem significado, ou como uma prática meramente decorativa, que pode vir a ser utilizada como reforço de aprendizagem em vários conteúdos.
Porém pesquisas desenvolvidas em diferentes campos das ciências …

Arte como Educação e Cidadania - Por Ana Mae Barbosa

"Não é possível conhecer um país sem conhecer e compreender sua arte - essa é a opinião da professora Ana Mae Barbosa, da Escola e Comunicações e Artes da USP. "Um país só pode ser considerado culturalmente desenvolvido se ele tem uma alta produção e também uma alta compreensão dessa produção", declara. "A linguagem visual nos domina no mundo lá fora e não há nenhuma preocupação dentro da escola em preparar o aluno para ler essas imagens. O público quer conhecer; falta educação para a arte".
Na opinião de Ana, os professores do ensino fundamental e médio costumam priorizar a linguagem científica e discursiva, mas é preciso que o aluno tenha também uma alfabetização visual para compreender a linguagem que o rodeia em outdoors, na televisão, no computador. "É importante entender arte, que é a representação do país por seus próprios membros", ela ressalta. "E a configuração visual do país é dada pelas artes plásticas".
Ana afirma que até a décad…

Como fazer uma animação com bonecos!

Não é tão difícil fazer uma animação com bonecos e dá para ensinar aos seus alunos a partir de um passo a passo super simples e fácil que eu encontrei aqui pela internet onde explica para crianças como fazer uma animação com bonecos e curiosidades sobre como são feitos os filmes de animação com massa de modelar:

Conheça o passo a passo da animação com bonecos:

A primeira coisa a fazer é pensar na história e desenvolver um roteiro. Pode ser algo do tipo: "Um homem vai à padaria comprar pão, mas esquece o pão lá".

É feito o storyboard: quadrinhos com desenhos de cada cena, mostrando como será a ação do boneco e o enquadramento da câmera.

O modelista começa a construir os bonecos e cenários.

Com cenários e bonecos prontos, é hora de pensar na iluminação, como em uma filmagem convencional.

Começa a animação. São feitas 24 fotos para cada segundo de filme, que ao serem projetadas na seqüência, criam a sensação de movimento. Dependendo da ação, é possível reduzir esse número para 12 fot…