Pular para o conteúdo principal

10 - Exposição: Representando as diferenças visuais em imagens

A oitava aula aconteceu no dia 23/05/2007, com as turmas 6ºAno “A’’, das 08h30min às 09h15min e com o 6ºano “B’’ das 08h30min às 09h15min. Esta ultima aula teve como tema: Como representamos as diferenças visuais nas imagens? O objetivo foi o de montar, com toda a escola, uma exposição dos trabalhos visuais feitos nas aulas.

Quando cheguei à primeira turma do 6ºano “A”, perguntei se haviam trazido os trabalhos. Todos (as) afirmaram que sim. Logo após, expliquei que íamos montar a exposição na escola e que iríamos escolher juntos o local onde iríamos expor. Em seguida, os lembrei que esta era a nossa ultima aula e que queria me despedir deles (as) e agradecer pela colaboração. Falaram em um grande coro: não! Mas, enfim os expliquei que nosso prazo havia terminado e que precisávamos concluir o nosso projeto. Em seguida, pedi que, em 5 minutos, escrevessem um relato sobre a vivência destes dias em que tivemos aulas, que falassem de forma pessoal, dizendo do que gostou ou do que não gostou, do que viu e do que percebeu.

Na medida em que iam me entregando os relatos, pedi que fizessem uma fila na entrada da sala com os seus trabalhos, quando todos (as) terminaram fomos para o pátio da escola montar a exposição. Percebi que estavam bastante eufóricos para expor seus trabalhos e que isto era um pouco novo para a turma. Pedi que me ajudassem a fixar os cartazes com os auto-retratos e que escolhessem uma das paredes aonde iríamos colocá-los. Colaboraram bastante, um querendo ajudar mais que o outro, cada grupo preocupou-se também em fixar seu personagem na base de papel que eu havia levado.


– 6ºano A, montando exposição dos personagens.

– Como vejo a imagem de mim mesmo? 6ºano A – Exposição Auto-retratos

Avisei que precisaria da colaboração da turma para a exposição, a qual aconteceria na hora do intervalo. Parabenizei pela realização dos trabalhos e pela montagem da exposição. Na turma 6ºano “B”, procedi da mesma maneira que na turma anterior. Só que como a aula anterior precisava de alguns ajustes para a exposição, pedi que a professora de artes visuais da escola me ajudasse, pedindo que a turma do 6ºano “B” fosse fazendo os relatos. Quando entrei na sala, o alunado ainda estava escrevendo os relatos. Perguntei se haviam levado os trabalhos e expliquei um pouco como iríamos proceder na montagem.

Quando recolhi os relatos pedi que formassem uma fila na entrada da sala e aproveitei a organização para me despedi e agradecer. Caminhamos em direção do pátio e lá começamos a montar a exposição. A turma também participou bastante, estavam empolgados em fixar os personagens e queriam ir logo fazendo e colando na parede. Pedi que me escutassem e prestassem atenção, pois precisaríamos juntar os trabalhos na base de papel que eu havia levado e escolher juntos o local onde iríamos expor.

– Como eu vejo a imagem do outro?-Personagens 6ºano B.

- Como vejo a imagem de mim mesmo? 6ºano B – Exposição Auto-retratos.

Fixamos os trabalhos dos personagens e em seguida fomos escolher um local para colocarmos. As duas turmas decidiram expor ali mesmo no pátio onde todos da escola poderiam ver, por ser o local onde ficam na hora do intervalo. Fixamos também os auto-retratos, próximos ao da turma 6ºano “A”. Por fim, parabenizei as duas turmas pelos trabalhos e pela colaboração.

Em seguida, a sirene tocou para o intervalo. Era o momento que esperávamos. Uma multidão de alunos (as) chegou ao pátio e logo se surpreenderam. Ficaram admirados com os trabalhos e muitos (as) não se contentavam em apenas olhar, mas queriam também tocar. Alguns (as) alunos (as) das duas turmas participantes da exposição ficaram próximos (as) aos trabalhos dando alguma informação sobre o que foi feito e até mesmo impedindo que outros alunos (as) viessem a danificar seus trabalhos.

Depois tiramos fotografias da exposição e das turmas, quando tocou novamente a sirene nos despedimos e todos se recolheram às salas.

– Idália e a turma 6ºano A – Exposição: Comorepresentamos as diferen ças Visuais nas Imagens?



– Exposição: Como
representamos as diferenças Visuais nas Imagens?

– Idália e a turma 6ºano B – Exposição: Comorepresentamos as diferenças Visuais nas Imagens?















– Auto-retratos 6ºano B

– Exposição
-Personag ens 6ºano B - Exposição


Últimos relatos dos alunos:








Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RCNEI - Resumo Artes Visuais

Introdução:

As Artes Visuais expressam, comunicam e atribuem sentidos a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por vários meios, dentre eles; linhas formas, pontos, etc.
As Artes Visuais estão presentes no dia-a-dia da criança, de formas bem simples como: rabiscar e desenhar no chão, na areia, em muros, sendo feitos com os materiais mais diversos, que podem ser encontrados por acaso.
Artes Visuais são linguagens, por isso é uma forma muito importante de expressão e comunicação humanas, isto justifica sua presença na educação infantil.

Presença das Artes Visuais na Educação Infantil:
Idéias e práticas correntes.

A presença das Artes Visuais na Educação Infantil, com o tempo, mostra o desencontro entre teoria e a prática. Em muitas propostas as Artes Visuais são vistas como passatempos sem significado, ou como uma prática meramente decorativa, que pode vir a ser utilizada como reforço de aprendizagem em vários conteúdos.
Porém pesquisas desenvolvidas em diferentes campos das ciências …

Arte como Educação e Cidadania - Por Ana Mae Barbosa

"Não é possível conhecer um país sem conhecer e compreender sua arte - essa é a opinião da professora Ana Mae Barbosa, da Escola e Comunicações e Artes da USP. "Um país só pode ser considerado culturalmente desenvolvido se ele tem uma alta produção e também uma alta compreensão dessa produção", declara. "A linguagem visual nos domina no mundo lá fora e não há nenhuma preocupação dentro da escola em preparar o aluno para ler essas imagens. O público quer conhecer; falta educação para a arte".
Na opinião de Ana, os professores do ensino fundamental e médio costumam priorizar a linguagem científica e discursiva, mas é preciso que o aluno tenha também uma alfabetização visual para compreender a linguagem que o rodeia em outdoors, na televisão, no computador. "É importante entender arte, que é a representação do país por seus próprios membros", ela ressalta. "E a configuração visual do país é dada pelas artes plásticas".
Ana afirma que até a décad…

Como fazer uma animação com bonecos!

Não é tão difícil fazer uma animação com bonecos e dá para ensinar aos seus alunos a partir de um passo a passo super simples e fácil que eu encontrei aqui pela internet onde explica para crianças como fazer uma animação com bonecos e curiosidades sobre como são feitos os filmes de animação com massa de modelar:

Conheça o passo a passo da animação com bonecos:

A primeira coisa a fazer é pensar na história e desenvolver um roteiro. Pode ser algo do tipo: "Um homem vai à padaria comprar pão, mas esquece o pão lá".

É feito o storyboard: quadrinhos com desenhos de cada cena, mostrando como será a ação do boneco e o enquadramento da câmera.

O modelista começa a construir os bonecos e cenários.

Com cenários e bonecos prontos, é hora de pensar na iluminação, como em uma filmagem convencional.

Começa a animação. São feitas 24 fotos para cada segundo de filme, que ao serem projetadas na seqüência, criam a sensação de movimento. Dependendo da ação, é possível reduzir esse número para 12 fot…