Acesse "conteúdos" na lateral direita do Blog!

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Escola troca seguranças por professores de artes e melhora desempenho de alunos


Orchard Gardens, em Boston, chegou figurar entre as cinco piores do estado americano de Massachusetts e pulou para uma das que aprimorou o ensino mais rapidamente
Escola chegou a proibir que alunos levassem mochilas por medo de armas escondidas
Corredor da Orchard Gardens é decorado com obras de artes dos alunos www.bostonpublicschools.org
Corredor da Orchard Gardens é decorado com obras de artes dos alunos www.bostonpublicschools.org
Publicado em O Globo
RIO – Cercado por crianças indisciplinadas e pelo aumento de violência dentro das salas de aula, o diretor de uma escola pública de ensino médio da cidade de Boston, nos Estados Unidos, tomou uma medida que, à primeira vista, pareceu loucura: ele demitiu todos os funcionários da segurança e, com odinheiro, reinvestiu contratando professores de arte.
Em menos de três anos, o colégio Orchard Gardens, que figurava entre os cinco piores do estado Massachusetts, tornou-se uma das unidades onde houve maior salto de qualidade no aprendizado de alunos. O segredo?
- Não há um único jeito de se fazer uma tarefa. E a arte te ajuda a compreender isso. Se você levar isso a sério, o mesmo acontecerá na parte acadêmica e em outras áreas. Eles precisam mais do que um teste preparatório e mais do que simplesmente responder de um jeito uma questão – disse à rede de TV NBC o diretor Andrew Bott, o sexto a gerir a unidade em menos de sete anos.
Ao assumir a direção da Orchard Gardens em 2010, Bott chegou a ouvir de seus colegas que a escola era conhecida como a “matadora de carreiras” dentro da rede estadual de Massachusetts.
Construída em 2003 para ser uma referência no mundo das artes, a Orchard Gardens nunca alcançou esse objetivo. O estúdio de dança era usado como depósito, e instrumentos de orquestra estavam praticamente intactos. A violência chegou a tal ponto que alunos foram proibidos de levar mochilas. Tudo para se reduzir a incidência de armas em sala de aula. Cerca de 56% dos mais de 800 alunos da escola são descendentes de latinos, e outros 42% são considerados negros.
Mas com a substituição de seguranças por professores de arte, as paredes dos corredores viraram muros de exposição, os entulhos no estúdio deram espaço às aulas de dança e a orquestra voltou a tocar. De acordo com Bott, o contato com as artes deixou os alunos mais motivados e com maior espírito de empreendedorismo.
Um dos alunos, Keyvaughn Little, conseguiu ser aceito na disputada Academia de Artes de Boston, única escola pública do estado especializada em artes visuais e de performance.
- Todas as aulas extra-classe e a maior atenção que recebemos nos faz pensar ‘eu realmente posso ter um futuro nisso e não preciso ir para uma escola regular. Posso ir para uma escola de artes – afirmou Keyvaughn à NBC.

http://www.livrosepessoas.com/2013/05/03/escola-troca-segurancas-por-professores-de-artes-e-melhora-desempenho-de-alunos/

2 Comentários:

Anônimo disse...

A matéria seria ótima se não tivesse essa infeliz frase:
"Cerca de 56% dos mais de 800 alunos da escola são descendentes de latinos, e outros 42% são considerados negros."

Caroll Trindade disse...

Caro anônimo acima, não vi nada de "infeliz" na frase, é um dado como qualquer outro. (Só espero que seja verdade esse dado, e não algo inventado para anunciar e disseminar ainda mais o preconceito dos americanos aos latinos e negros, justificando o caos escolar pela nacionalidade ou cor dos alunos) Digo, contra fatos não há argumentos, se essa era a realidade, que bom que ela foi mudada, não? Latinos e negros nos EUA são marginalizados, infelizmente, e todos nós sabemos disso.

Enfim, fico feliz pela atitude da escola e achei muito interessante e inspirador para nós que amamos a arte educação!

Gostei da matéria!

Quem segue Ensinando Artes Visuais

Participe deixando o seu recado

Total de Visitas

Países visitantes

Visitantes agora

Visualizações na última semana

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO