Acesse "conteúdos" na lateral direita do Blog!

quarta-feira, 8 de junho de 2011

5º FESTIVAL DE ARTES DIGITAIS - FAD


Até 30 de junho os realizadores podem se inscrever

A crescente popularização das plataformas e ferramentas digitais vem mudando de maneira significativa a forma como produzimos e consumimos arte. A arte – assim como a ciência e a tecnologia – não é mais a mesma, e também não o é a forma que com ela nos relacionamos. No entanto, ainda existe estranhamento em torno da arte digital, muitas vezes relegada pelo grande público à uma categoria de pura experimentação e inacessibilidade.

Descobrir projetos e obras inovadores e consistentes no Brasil e no mundo, viabilizar sua exposição para um público, cada vez mais amplo, e promover atividades de reflexão e formação. São esses os objetivos do 5º Festival de Arte Digital cujo Edital para seleção de artistas já está no ar e ficará aberto até o dia 30 de junho.

Os artistas selecionados terão suas obras expostas durante todo o mês de setembro, no Museu Inimá de Paula, em Belo Horizonte. As performances, oficinas e workshops, que também passam por seleção via Edital também ocorrerão em setembro.

Em sua quinta edição, o FAD é patrocinado pela Petrobras, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Ministério da Cultura/Governo Federal). O projeto também conta com o apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura (Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte).

Edital

Desde 30 de maio, o FAD recebe inscrições de artistas do mundo inteiro que queiram apresentar seus trabalhos (ou ministrar oficinas e workshops) no Festival.

Nesta edição, o FAD traz como tema a Arte Cinética, também conhecida como Cinetismo. Na Arte Cinética, o movimento constitui o princípio de estruturação das obras. E o FAD encara esse conceito de forma bastante ampla - obras que contenham objetos e esculturas em movimento, que sejam interativas por meio do uso de sensores, ou até mesmo um filme convencional (imagens em movimento). Tudo isso é cinético e se encaixa na temática.

O Edital também está aberto para obras que não necessariamente se enquadrem na categoria. Para Henrique Roscoe (a.k.a. VJ 1mpar), diretor artístico do festival, a opção por receber também essas obras vem da necessidade do festival dialogar com todos os tipos de iniciativa na arte digital. "O FAD é um festival recente, mas que já está estabelecido nos cenário da Arte Digital no mundo de forma bastante contundente. Ao não ficarmos fechados apenas no nosso tema central, conseguimos estabelecer mais diálogos, que podem movimentar ainda mais o Festival", diz ele. Assim, a curadoria vai dar prioridade, na análise, a projetos que se encaixem dentro do tema. Porém, obras que não estejam diretamente relacionadas com o Cinetismo também serão analisadas.

As propostas inscritas serão avaliadas pelos curadores com base nos critérios de conceito artístico, interação, desenvolvimento tecnológico, custo e viabilidade de execução. O Edital contempla inscrições tanto de artistas individuais quanto de coletivos. As inscrições são gratuitas, e ficam abertas até 30 de junho, somente pelo site www.festivaldeartedigital.com.br. O resultado será divulgado em até 15 dias após o término do Edital, no próprio site do FAD.

Áreas

As propostas enviadas ao Edital do FAD devem estar incluídas em uma das três áreas de atuação do Festival:

. FAD Performance A/V (shows audiovisuais)
Engloba projetos dedicados a apresentações artísticas autorais, ao vivo, e que utilizem áudio e imagens de forma sincronizada.
. FAD Galeria (instalações audiovisuais interativas)
Trabalhos que desenvolvam conteúdo artístico e que promovam interação com o público.
. FAD Laboratório (Oficinas, Workshops)

Oficinas e workshops de pequena duração, com temática livre. A ideia é capacitar o público para utilização de novas ferramentas de áudio e vídeo, criação de trabalhos de interação como software livres, apps (aplicativos), entre outros, para uso profissional ou não.

FAD

Em um cenário em que o uso de novas ferramentas e tecnologias influencia a busca, a pesquisa e a experimentação de novas linguagens artísticas, o FAD desponta como um espaço de troca e apresentação do que vem sendo produzido nesse campo através de artistas do Brasil e do mundo. Realizado desde 2007, em Belo Horizonte (MG), o FAD é um festival de arte em mídias digitais que tem o objetivo de descobrir e apresentar ao público conteúdos artísticos desenvolvidos ou processados em alguma de suas etapas por meio da utilização de computadores, softwares, hardwares, celulares, filmadoras, câmeras digitais, dispositivos eletrônicos e/ou digitais.

Dessa forma, o Festival apóia e contribui para a produção, a realização e a consolidação da arte digital no país. Toda a programação do FAD é aberta e gratuita.
Serviço:

EDITAL 2011 - 5º FESTIVAL DE ARTES DIGITAIS - FAD

30 de maio a 30 de junho

Seja o primeiro a comentar

Quem segue Ensinando Artes Visuais

Participe deixando o seu recado

Total de Visitas

Países visitantes

Visitantes agora

Visualizações na última semana

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO