Pular para o conteúdo principal

Seleção de trabalhos para apresentação na REM - Rede de Educadores em Museus da Paraíba

O ensino de artes visuais no terceiro setor ainda possui pouca visibilidade pelos docentes universitários. Essa situação também não é diferente em relação aos museus. Aqui na Paraíba existe uma Rede de Educadores em Museus - REM- que se propõe a discutir o ensino e os problemas encontrados por profissionais ou interessados no setor museal.
Em outubro de 2010, a REM estará completando seu primeiro ano e para celebrar esse ocasião será realizada uma oficina com a Profª. Magaly Cabral, importante nome da Museologia Brasileira, que é pedagoga, museológa e diretora do Museu da República, no Rio de Janeiro.
Para a oficina, a REM também estará selecionando trabalhos que serão apresentados na mesma oportunidade.
Para quem se interessar, fica aqui o duplo convite para participação dos profissionais em Artes Visuais.



REDE DE EDUCADORES EM MUSEUS DA PARAÍBA - REM/PB

SELEÇÃO DE PAINÉIS

OFICINA "AÇÕES EDUCATIVAS EM MUSEUS"

Professora Magaly Cabral

Caros colegas, em comemoração ao aniversário de 01 ano da Rede de Educadores em Museus da Paraíba - REM/PB, será realizada a Oficina "Ações Educativas em Museus", nos dia 7 e 8 de outubro de 2010, no Museu de Arte Assis Chateaubriand, em Campina Grande, ministrada pela Professora Magaly Cabral. Ela é museóloga, pedagoga e diretora do Museu da República do Rio de Janeiro.

A Equipe de Coordenação da REM/PB irá selecionar, para apresentação durante a oficina, 06 painéis sobre atividades de ações educativas em museus e práticas de educação patrimonial na Paraíba. Cada participante selecionado terá 10 minutos para apresentação de seu painel.

Os interessados em apresentar trabalhos deverão encaminhar sua proposta no período de 10 a 24 de setembro de 2010, ao e-mail rem.paraiba@gmail.com, de acordo com as seguintes regras:

a) Cada interessado poderá apresentar apenas uma proposta;

b) Os trabalhos poderão ser individuais ou em grupo, mas apenas uma pessoa poderá apresentá-lo;

c) A proposta de painel deverá ser apresentada em uma lauda (aproximadamente 400 palavras), no formato Word, na fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento 1,5;

d) Além do resumo do trabalho, a proposta deverá apresentar as seguintes informações: participantes, título do trabalho, local onde o trabalho foi realizado e instituição a que está vinculado, se for o caso.

As propostas serão selecionadas levando em consideração os seguintes critérios:

a) Clareza do texto;

b) Pertinência da proposta;

c) Alinhamento com o tema central da oficina.

A divulgação do resultado da seleção está prevista para até o dia 30 de setembro de 2010.

Será disponibilizado computador e datashow para que os selecionados possam apresentar os trabalhos.

O deslocamento, a hospedagem e quaisquer outras despesas necessárias para a participação na oficina são de inteira responsabilidade do participante selecionado.

Os participantes selecionados receberão certificado de apresentação de trabalho.

Atenciosamente,

Equipe de Coordenação da Rede de Educadores em Museus da Paraíba





A ficha de inscrição e a convocatória para apresentação dos trabalhos estão disponíveis em: http://remparaiba.grouply.com/files/folder/71130


Karlene Braga

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RCNEI - Resumo Artes Visuais

Introdução:

As Artes Visuais expressam, comunicam e atribuem sentidos a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por vários meios, dentre eles; linhas formas, pontos, etc.
As Artes Visuais estão presentes no dia-a-dia da criança, de formas bem simples como: rabiscar e desenhar no chão, na areia, em muros, sendo feitos com os materiais mais diversos, que podem ser encontrados por acaso.
Artes Visuais são linguagens, por isso é uma forma muito importante de expressão e comunicação humanas, isto justifica sua presença na educação infantil.

Presença das Artes Visuais na Educação Infantil:
Idéias e práticas correntes.

A presença das Artes Visuais na Educação Infantil, com o tempo, mostra o desencontro entre teoria e a prática. Em muitas propostas as Artes Visuais são vistas como passatempos sem significado, ou como uma prática meramente decorativa, que pode vir a ser utilizada como reforço de aprendizagem em vários conteúdos.
Porém pesquisas desenvolvidas em diferentes campos das ciências …

Arte como Educação e Cidadania - Por Ana Mae Barbosa

"Não é possível conhecer um país sem conhecer e compreender sua arte - essa é a opinião da professora Ana Mae Barbosa, da Escola e Comunicações e Artes da USP. "Um país só pode ser considerado culturalmente desenvolvido se ele tem uma alta produção e também uma alta compreensão dessa produção", declara. "A linguagem visual nos domina no mundo lá fora e não há nenhuma preocupação dentro da escola em preparar o aluno para ler essas imagens. O público quer conhecer; falta educação para a arte".
Na opinião de Ana, os professores do ensino fundamental e médio costumam priorizar a linguagem científica e discursiva, mas é preciso que o aluno tenha também uma alfabetização visual para compreender a linguagem que o rodeia em outdoors, na televisão, no computador. "É importante entender arte, que é a representação do país por seus próprios membros", ela ressalta. "E a configuração visual do país é dada pelas artes plásticas".
Ana afirma que até a décad…

Como fazer uma animação com bonecos!

Não é tão difícil fazer uma animação com bonecos e dá para ensinar aos seus alunos a partir de um passo a passo super simples e fácil que eu encontrei aqui pela internet onde explica para crianças como fazer uma animação com bonecos e curiosidades sobre como são feitos os filmes de animação com massa de modelar:

Conheça o passo a passo da animação com bonecos:

A primeira coisa a fazer é pensar na história e desenvolver um roteiro. Pode ser algo do tipo: "Um homem vai à padaria comprar pão, mas esquece o pão lá".

É feito o storyboard: quadrinhos com desenhos de cada cena, mostrando como será a ação do boneco e o enquadramento da câmera.

O modelista começa a construir os bonecos e cenários.

Com cenários e bonecos prontos, é hora de pensar na iluminação, como em uma filmagem convencional.

Começa a animação. São feitas 24 fotos para cada segundo de filme, que ao serem projetadas na seqüência, criam a sensação de movimento. Dependendo da ação, é possível reduzir esse número para 12 fot…