Pular para o conteúdo principal

Programação do Casarão 34


Programação Cultural do Casarão

Dezembro 2008

Eventos de caráter público com entrada gratuita.

Até dia 29 - 9h00 às 12h00, 14h00 às 18h00 2ª Mostra da Cultura de Arte e Cultura Negra
Esculturas, pinturas indumentárias afro, pinturas, objetos, fotografias, fazem parte da Mostra.
26 de nov/ 16 de dez - 09h00 às 12h00 e14h00 às 18h00 O projeto "Primeiro andar: a arte como um novo caminho", do Casarão 34, tem como objetivo expor os resultados de trabalhos de arte em música, literatura, cultura popular, dança, video, teatro, circo, artes plásticas, desenvolvidos a partir de programas sócio-culturais, das diversas secretarias da Prefeitura de João Pessoa, que priorizam contribuir com a formação de crianças e adolescentes através de seus educadores.

E como ponto de partida do projeto, estamos recebendo no primeiro andar do Casarão 34 a exposição "Para não dizer que não falamos das flores", de autoria de crianças e adolescentes inseridas no programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Social Social (SEDES), através do Centro Livre Meninada.
O trabalho resultou em pinturas em telas, gravuras em tecidos, fotografias, entre outros.
01 e 15 dez, manhã e tarde Programa Mais Educação - Formação continuada para oficineiros do Macroponto de Cultura e Artes
Este programa é uma iniciativa do Governo Federal em parceria com a Prefeitura de João Pessoa, através da Secretaria de Educação, que tem como prioridade contribuir para a formação integral de crianças e adolescentos articulando a partir do projeto escolar, diferentes ações e projetos.
Em João Pessoa, o Mais Educação acontece em 59 escolas e em espaço alternativos a exemplo do Casarão 34, praças, igrejas, associações de bairro, organizações não-governamental e outras instituições parceiras.
03, manhã e tarde. Palestras: conhecendo a cultura aborígine
Considerando que a diversidade cultural é uma obrigação de todos, o Núcleo de Cultura e Lazer, representado pelo Cineantropológo José Wagner de Oliveira (Zé Wagner), busca oferecer as entidades de ensino público e privado, associações e público em geral, um espaço crítico-reflexivo sobre a cultura aborígine, através de palestras, apresentação musical e exibição de filmes. Neste dia, estaremos recebendo os alunos e alunos de uma turma do Colégio Estadual Presidente Espitácio Pessoa.
As escolas interessadas deverão contactar com o Casarão 34 para agendamento.
03 a 17 - 19h00 Exposição PORAN, de autoria do Artista Plástico Francc Neto.
Exposição selecionada em Edital de Ocupação do Casarão 34 2008/2009. O artista apresenta trabalhos em madeira, vidro, ferro. De expressão contemporânea, o artista sobrepõe em suas peças uma verdadeira forma de pensar a vida das coisas...um começo, um meio e um fim que não chega, pois tudo se transforma, do lógico para o abstrato, e ainda, sob uma forma natural. Um exemplo, o artista utiliza em suas peças em madeira, em ferro, o fogo como a sua ferramenta de inspitação.
Abertura: 03 dez às 19h.
04 - 19h00 Festival do Minuto. Esta é a programação do Cineclube Casarão 34, que acontece quinzenalmente.

O Festival Permanente do Minuto Brasil, acontece desde 1991, selecionando e exibindo vídeos de até 60 segundos de duração, tanto de amadores qaunto de professionais. A partir do dinal de 2007, o Festival tornouse permanente e online, ou seja, passou a receber videos diretamente pela internet, lançando temas e premiando videos mensalmente. O Casarão 34 faz parte da Rede de Exibição do Festival.
A entrada é gratuita. Espaço limitado em 70 lugares. Nesta mesma noite estará em cartaz a Exposição PORAN.
17, manhã e tarde Encontro dos Guias de Turismo da Paraíba - SINGTUR-PB.
18, quinta-feira - 15h00 Projeto "Primeiro andar: a arte como um novo caminho", do Casarão 34, tem como objetivo expor os resultados de trabalhos de arte em música, literatura, cultura popular, dança, video, teatro, circo, artes plásticas, desenvolvidos a partir de programas sócio-culturais, das diversas secretarias da Prefeitura de João Pessoa, que priorizam contribuir com a formação de crianças e adolescentes através de seus educadores.

Desta vez, recebemos no primeiro andar do Casarão 34 a a exposição de fotografias do processo de capacitação de facilitadores do "Ciranda Cuirricular"

Disponível em : http://www.joaopessoa.pb.gov.br/secretarias/funjope/casarao34/#prog


Karlene Braga

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RCNEI - Resumo Artes Visuais

Introdução:

As Artes Visuais expressam, comunicam e atribuem sentidos a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por vários meios, dentre eles; linhas formas, pontos, etc.
As Artes Visuais estão presentes no dia-a-dia da criança, de formas bem simples como: rabiscar e desenhar no chão, na areia, em muros, sendo feitos com os materiais mais diversos, que podem ser encontrados por acaso.
Artes Visuais são linguagens, por isso é uma forma muito importante de expressão e comunicação humanas, isto justifica sua presença na educação infantil.

Presença das Artes Visuais na Educação Infantil:
Idéias e práticas correntes.

A presença das Artes Visuais na Educação Infantil, com o tempo, mostra o desencontro entre teoria e a prática. Em muitas propostas as Artes Visuais são vistas como passatempos sem significado, ou como uma prática meramente decorativa, que pode vir a ser utilizada como reforço de aprendizagem em vários conteúdos.
Porém pesquisas desenvolvidas em diferentes campos das ciências …

Arte como Educação e Cidadania - Por Ana Mae Barbosa

"Não é possível conhecer um país sem conhecer e compreender sua arte - essa é a opinião da professora Ana Mae Barbosa, da Escola e Comunicações e Artes da USP. "Um país só pode ser considerado culturalmente desenvolvido se ele tem uma alta produção e também uma alta compreensão dessa produção", declara. "A linguagem visual nos domina no mundo lá fora e não há nenhuma preocupação dentro da escola em preparar o aluno para ler essas imagens. O público quer conhecer; falta educação para a arte".
Na opinião de Ana, os professores do ensino fundamental e médio costumam priorizar a linguagem científica e discursiva, mas é preciso que o aluno tenha também uma alfabetização visual para compreender a linguagem que o rodeia em outdoors, na televisão, no computador. "É importante entender arte, que é a representação do país por seus próprios membros", ela ressalta. "E a configuração visual do país é dada pelas artes plásticas".
Ana afirma que até a décad…

Como fazer uma animação com bonecos!

Não é tão difícil fazer uma animação com bonecos e dá para ensinar aos seus alunos a partir de um passo a passo super simples e fácil que eu encontrei aqui pela internet onde explica para crianças como fazer uma animação com bonecos e curiosidades sobre como são feitos os filmes de animação com massa de modelar:

Conheça o passo a passo da animação com bonecos:

A primeira coisa a fazer é pensar na história e desenvolver um roteiro. Pode ser algo do tipo: "Um homem vai à padaria comprar pão, mas esquece o pão lá".

É feito o storyboard: quadrinhos com desenhos de cada cena, mostrando como será a ação do boneco e o enquadramento da câmera.

O modelista começa a construir os bonecos e cenários.

Com cenários e bonecos prontos, é hora de pensar na iluminação, como em uma filmagem convencional.

Começa a animação. São feitas 24 fotos para cada segundo de filme, que ao serem projetadas na seqüência, criam a sensação de movimento. Dependendo da ação, é possível reduzir esse número para 12 fot…