Acesse "conteúdos" na lateral direita do Blog!

terça-feira, 19 de agosto de 2008

ATIÇANDO A IMAGINAÇÃO...

Espaço "Ler é a minha praia" é dedicado ao público infanto-juvenil (Foto: Carolina Iskandarian/ G1 )


Brincar com os sentidos e atiçar a imaginação da garotada é a proposta da Fundação Dorina Nowill, que trabalha com inclusão de deficientes visuais. Na atração “histórias no escuro”, contadas por quem não vê e lê em braile, os visitantes têm os olhos vendados enquanto ouvem uma historinha. Ao longo da história sentem, de verdade, cheiro e sons registrados no livro. “Se falamos de cheiro de mato, colocamos perto do nariz um saquinho com ervas de manjericão. Se tem chuva, simulamos o barulho”, contou Adriana Kravchenko, da fundação. “O importante é pode trazer o deficiente visual para a Bienal, mostrar que ele faz parte disso”, afirmou Adriana. A fundação oferece também a oficina de braile, na qual todos têm a chance de digitar em uma máquina de escrever na linguagem dos cegos.


Fonte:

Seja o primeiro a comentar

Quem segue Ensinando Artes Visuais

Participe deixando o seu recado

Total de Visitas

Países visitantes

Visitantes agora

Visualizações na última semana

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO