Acesse "conteúdos" na lateral direita do Blog!

domingo, 8 de junho de 2008

Estudantes de artes visuais incentivam uso de sacolas retornáveis em Ubatuba

Adriana Dias e a equipe das bolsas retornáveis

Bolsas retornáveis


Além de serem ecológicas, as sacolas retornáveis também são artísticas e valorizam a cultura popular regional. Elas serão distribuídas em troca de alimentos não-perecíveis, em frente a um grande supermercado da cidade

Você sabia que deixando de consumir uma sacola plástica por dia, economizará cerca de quatro quilos de plástico por ano e, nos próximos dez anos, a indústria de petróleo deixará de extrair 4,14 toneladas de petróleo para atender você? Foi pensando nisso que um grupo de estudantes de artes visuais de Ubatuba idealizou um projeto interessante.
No próximo dia 7, sábado, a partir das 10h, eles estarão no pátio do Supermercado Rosado (rua Thomaz Galhardo, em frente a Praça 13 de Maio), trocando sacolas retornáveis por três quilos de alimentos não-perecíveis.
O projeto está sendo desenvolvido em parceria com a Prefeitura de Ubatuba e com diversas empresas simpáticas à causa. Ao todo, serão distribuídas 250 sacolas e os alimentos recebidos serão doados a famílias carentes, por meio da Secretaria de Cidadania e Desenvolvimento Social. A distribuição das bolsas retornáveis é um dos eventos que acontecerão na cidade, em homenagem ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho.

Cultura e ecologia

Além de serem ecológicas, as sacolas retornáveis, feitas de tecido, também são artísticas e valorizam a cultura popular regional. Os alunos fizeram pesquisas sobre os artistas locais e estão fazendo releituras de suas obras nas bolsas, utilizando fotos, desenhos e trechos de músicas, entre outros elementos.
Uma das idealizadoras do projeto, Adriana Dias, afirma que a idéia é promover a mudança de hábitos, utilizando a arte e a beleza como incentivo. “Não há consciência ambiental que resista a algo feio, por isso, nós desenvolvemos diversos modelos de bolsas, com variedade de cores e tamanhos. Estamos apostando no apoio dos supermercados para esta mudança de hábitos da população. Antigamente, não existiam sacolas descartáveis, isso significa que podemos viver sem elas. As sacolas de pano são nossas grandes aliadas para colaborar com o planeta.”

Pragas plásticas

Uma família de quatro pessoas de classe média utiliza cerca de mil sacolas por ano em supermercados, padarias e outros comércios. As sacolas descartáveis levam um segundo para serem produzidas, 20 minutos de uso e 500 anos para se decompor, poluindo o planeta, contaminando rios e oceanos, matando animais que as ingerem, confundindo com alimentos. Um dos casos mais chocantes já conhecidos ocorreu em 2002, quando uma baleia minke foi encontrada na costa da Normandia, com cerca de 800 kg de sacos de plástico encravados no estômago.
Segundo o Programa Ambiental das Nações Unidas, existem 46 mil fragmentos de plástico em cada 2,5 quilômetros quadrados da superfície dos oceanos. Isso significa que a substância já responde por 70% da poluição marinha por resíduos sólidos.

Os parceiros

Os alunos que se dispuseram a realizar este projeto são estudantes da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes) – Pólo de Ubatuba. Os parceiros são: Prefeitura de Ubatuba; Supermercado Rosado; Casa Nova Materiais de Construção; Freeway Dedetizadora; Mar Azul Turismo; Cunhã Artesanato; Com Carinho Presentes; Funerária Litorânea; Mercado Bom Preço; Cati; STTR; Quiosque Patropi e Rei do Camarão.

Fonte: Assessoria de Comunicação - PMU

http://www.ubatuba.sp.gov.br/noticias/view.php?id=4287

Seja o primeiro a comentar

Quem segue Ensinando Artes Visuais

Participe deixando o seu recado

Total de Visitas

Países visitantes

Visitantes agora

Visualizações na última semana

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO