Acesse "conteúdos" na lateral direita do Blog!

terça-feira, 17 de junho de 2008

Artistas contemporâneos africanos: os contrates sociais na fotografia de Zwelethu Mthethwa

Foto do artista
Adiante o trabalho de um artista participante da Mostra Africana de Arte Contemporânea, promovida pelo SESC- POMPÉIA, entre 16 de agosto a 19 de setembro de 2000.
Desde 1996, Zwelethu Mthethwa vem fotografando pessoas em interiores domésticos em Crossroads e outros assentamentos informais (favelas) na periferia da Cidade do Cabo.
Mthethwa toma uma abordagem direcional com suas imagens, trabalhando em uma dimensão que busca estabelecer um equilíbrio entre a chamada objetividade do foto-jornalismo e uma abordagem mais pessoal que trate seus retratados como sujeitos, mais do que como vítimas.
Ao fotografar as pessoas no interior de seus ambientes, Mthethwa mantém a integridade de seus retratados, criando um senso de dignidade.
Mthethwa sublinha o ponto com referência particular ao uso da cor como um instrumento que sugira uma mudança da abordagem documentária dos enclaves (townships) que usam preto e branco.
O interior de muitos barracos são forrados de posters e rótulos de embalagem coloridos, aludindo à sensibilidade popular no que concerne a reciclagem de materiais.
Espacialmente, o fundo constituído de imagens de papel de parede parecem dominar os interiores com seu brilho, sua híper-realidade comercial e sua insistente repetição.
Com tanta arte sul-africana sendo enquadrada como política, a reconstrução por Mthethwa de biografias arranjadas sugere um movimento em direção a uma estética que poderia ser a grosso modo definida com uma "sensibilidade africana".
Estas não são imagens políticas, mas sim o retrato de espaços estéticos pessoais dos modelos individuais.

Sem título - Zwelethu Mthethwa

Este trabalho composto por retratos de pessoas em suas casas ou barracos, na periferia da Cidade do Cabo.
Em geral os indivíduos fotografados por Mthethwa são de origem pobre, vindos do interior da África do Sul, das zonas rurais, e enfrentam na cidade grande a indiferença e um senso de perda de identidade e de raízes.
Sua pobreza os faz reciclar materiais como placas publicitárias, na construção de seus barracos, o que resulta em um tipo de "decoração" com muita cor.
Esta cor de certa maneira resgata a dignidade para o morador, e cria um contraponto significativo entre o trabalho de Mthethwa e as habituais fotografias em preto e branco que estão associadas à pobreza da população da África.
As fotografias são feitas sempre com luz natural.

Fonte:
http://www.videobrasil.org.br/africa/zwelethu_untitled.htm

Seja o primeiro a comentar

Quem segue Ensinando Artes Visuais

Participe deixando o seu recado

Total de Visitas

Países visitantes

Visitantes agora

Visualizações na última semana

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO