Pular para o conteúdo principal

III SEMINÁRIO NACIONAL SESC DE ARTE – EDUCAÇÃO

// Ação Cultural: Arte, Educação e Política


Da Redação do "Boom!"

Entre os dias 23 e 27 de julho de 2012 estará acontecendo o III Seminário Nacional SESC de Arte – Educação, com o tema Ação Cultural: Arte, Educação e Política. O evento que em sua terceira edição homenageia o poeta Jomard Muniz de Britto será realizado no Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da UFPE, em Recife/PE.
Confiram a programação:

1. PALESTRAS E CONFERÊNCIAS (9h às 13h)

23/07 (Abertura)

MESA 1

· Tema: Ação Cultural: Arte, Educação e Política: Palestrantes: Marta Porto (RJ); João Silvério Trevisan (SP) Jomard Muniz de Brito (PE); Mediador: Paulo Marcondes (PE).

24/07

MESA 2

  • Tema: Ação Cultural e Práticas Pedagógicas em Teatro – Palestrantes: Ingrid Dormien Koudela (SP); Beatriz Ângela Cabral Vieira (SC), João Denys Araújo Leite (PE). Mediador: Luís Reis (PE).

MESA 3

  • Tema: Ação Cultural e Grupos Teatrais – Sérgio Carvalho (SP); Suzana Schmidt Viganó (SP); Fred Nascimento (PE) Mediador: Romildo Moreira (PE).


25/07

MESA 4

· Conferência - Tema: Ação Cultural na Arte Contemporânea - Celso Favaretto (SP); Debatedor: Fernando Azevedo (PE).

MESA 5

· Palestra -Tema: Ação Cultural nos Territórios do Audiovisual - Paulo Cunha (PE); Maria do Carmo Nino (PE); Mediador: Rodrigo Dourado.

26/07

MESA 6

· Tema: Ação Cultural na Música - Eli- Eri Moura (PB); Cristiane Almeida (PE); Mediador: José Amaro.

MESA 7

  • Ação Cultural e Práticas Pedagógicas no Circo Social- Ermínia Silva (RJ); Mediadora: Fátima Pontes (PE).

MESA 8

  • Tema: Ação Cultural e Práticas Pedagógicas em Dança – Ciane Fernandes (BA); Valéria Vicente (PB); Mediador: Marcelo Sena (PE).

27/07

MESA 9

  • Tema: Curadorias e Processos de Seleção nas Artes – Cristiana Tejo (PE); Palco Giratório (SESC- DN), Governo do Estado, Prefeitura do Recife, Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes e Governo Federal. Mediação: José Manoel.

MESA 10

  • Tema: Políticas Culturais para Formação do Professor: Arão Paranaguá, UFPE, Angel Viana, Secretarias: estadual, municipal do Recife e de Jaboatão dos Guararapes e SESC; Mediação: José Manoel.

2. CURSOS (14h às 18h)
  • Teatro Como Pedagogia – Beatriz Ângela Vieira Cabral – SC (35 vagas)
  • Dança: Princípios em Movimento: Criatividade, Autonomia e Integração – Ciane Fernandes – BA (35 vagas)
  • Circo: Picadeiro na Escola – Sérgio Oliveira – RJ (30 vagas)
  • Artes Visuais: Desenho de Observação – Gil Vicente - PE (35 vagas)
  • Música -Eli- Eri Moura - PB (35 vagas)
  • Formação de professores para a educação escolar e ação cultural -Arão Paranaguá-MA (40 vagas)
  • Literatura: Laboratório da Escrita - João Silvério Trevisan -SP (20 vagas)
  • Literatura: Políticas públicas na Literatura: Lourival Holanda-PE (35 vagas)
  • Grafitagem: Galo de Souza-PE (40 vagas)
  • História em Quadrinhos Aplicada à Educação- Clériston Andrade - PE (30 vagas)
Serviço:
III SEMINÁRIO NACIONAL SESC DE ARTE - EDUCAÇÃO
AÇÃO CULTURAL: ARTE, EDUCAÇÃO E POLÍTICA
Período de 23 a 27 de julho de 2012, das 9h às 18h
Local: Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da UFPE
HOMENAGEADO: Jomard Muniz de Britto

Postado por: Flávia Pedrosa Vasconcelos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RCNEI - Resumo Artes Visuais

Introdução:

As Artes Visuais expressam, comunicam e atribuem sentidos a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por vários meios, dentre eles; linhas formas, pontos, etc.
As Artes Visuais estão presentes no dia-a-dia da criança, de formas bem simples como: rabiscar e desenhar no chão, na areia, em muros, sendo feitos com os materiais mais diversos, que podem ser encontrados por acaso.
Artes Visuais são linguagens, por isso é uma forma muito importante de expressão e comunicação humanas, isto justifica sua presença na educação infantil.

Presença das Artes Visuais na Educação Infantil:
Idéias e práticas correntes.

A presença das Artes Visuais na Educação Infantil, com o tempo, mostra o desencontro entre teoria e a prática. Em muitas propostas as Artes Visuais são vistas como passatempos sem significado, ou como uma prática meramente decorativa, que pode vir a ser utilizada como reforço de aprendizagem em vários conteúdos.
Porém pesquisas desenvolvidas em diferentes campos das ciências …

Arte como Educação e Cidadania - Por Ana Mae Barbosa

"Não é possível conhecer um país sem conhecer e compreender sua arte - essa é a opinião da professora Ana Mae Barbosa, da Escola e Comunicações e Artes da USP. "Um país só pode ser considerado culturalmente desenvolvido se ele tem uma alta produção e também uma alta compreensão dessa produção", declara. "A linguagem visual nos domina no mundo lá fora e não há nenhuma preocupação dentro da escola em preparar o aluno para ler essas imagens. O público quer conhecer; falta educação para a arte".
Na opinião de Ana, os professores do ensino fundamental e médio costumam priorizar a linguagem científica e discursiva, mas é preciso que o aluno tenha também uma alfabetização visual para compreender a linguagem que o rodeia em outdoors, na televisão, no computador. "É importante entender arte, que é a representação do país por seus próprios membros", ela ressalta. "E a configuração visual do país é dada pelas artes plásticas".
Ana afirma que até a décad…

Como fazer uma animação com bonecos!

Não é tão difícil fazer uma animação com bonecos e dá para ensinar aos seus alunos a partir de um passo a passo super simples e fácil que eu encontrei aqui pela internet onde explica para crianças como fazer uma animação com bonecos e curiosidades sobre como são feitos os filmes de animação com massa de modelar:

Conheça o passo a passo da animação com bonecos:

A primeira coisa a fazer é pensar na história e desenvolver um roteiro. Pode ser algo do tipo: "Um homem vai à padaria comprar pão, mas esquece o pão lá".

É feito o storyboard: quadrinhos com desenhos de cada cena, mostrando como será a ação do boneco e o enquadramento da câmera.

O modelista começa a construir os bonecos e cenários.

Com cenários e bonecos prontos, é hora de pensar na iluminação, como em uma filmagem convencional.

Começa a animação. São feitas 24 fotos para cada segundo de filme, que ao serem projetadas na seqüência, criam a sensação de movimento. Dependendo da ação, é possível reduzir esse número para 12 fot…